© TWD
Jan

♥ 45509

Quem fala menos, ouve melhor. E quem ouve melhor, aprende mais.
-Chico Xavier.   (via acolhedo—r)
Jan

♥ 564724

Jan

♥ 8970

Sou assim, complicada, como um labirinto. Quando as pessoas acham que estão conseguindo chegar até a saída dele, se perdem. Se surpreendem comigo, ao notar o quão misteriosa sou eu. Tenho mania de confundir as pessoas, talvez não seja mania, mas sim uma proteção. Sim, proteção. Não suporto a ideia de que alguém me “entende”, pois não gosto de ser entendida por ninguém, embora eu sempre esteja em busca de alguém que possa me dizer: “Eu te entendo, sei como você se sente” e que não seja da boca pra fora.
-Camila Cardoso.  (via apagou)
Jan

♥ 8165

Ontem o sonho acabou, mas a vida continua e eu vou estar sorrindo.
- Aliados  (via ventanous)
Jan

♥ 7561

Alguns sonhos ecoam pela realidade.
-Eu me chamo Antônio (via segredou)
Jan

♥ 1490

Não dá para voltar atrás, para o jeito que as coisas eram. Do jeito que você pensava que elas eram. Tudo que a gente realmente possui… É o agora.
-Os 13 Porquês.  (via acolhedo—r)
Jan

♥ 3817

Jan

♥ 55096

Faz tempo, que eu espero o tempo passar.
-Querido John. (via odeiorotulos)
Jan

♥ 3210

Existem saudades que sabem rir. São as minhas preferidas.
-Ana Jácomo.  (via apagou)
Jan

♥ 4807

Aprendi com os meus próprios erros que sofrer não torna mais poético, chorar não deixa mais aliviado e implorar não traz ninguém de volta. Aprendi também que por mais que você queria muito alguém, ninguém vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer.
-Tati Bernardi.   (via alentador)
Jan

♥ 8916

FÉRIAS::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::ESQUECER TUDO O QUE VOCÊ “APRENDEU”
Jan

♥ 43100

Jan

♥ 34385

A arte de sorrir pensando “vai tomar no seu cu”
Jan

♥ 6464

Eu não sou forte, nasci com o distúrbio dos sentimentos frágeis e incrivelmente confusos, sim! eu sou um grande fraco, medroso e insuficiente, ainda não vivi. Tenho medo do escuro, medo do novo, tenho medo de morrer. Mas o medo de morrer não é devido ao “fim”, pois esse é um destino inevitável, tenho medo é de chegar ao fim sem nem ter entrado no começo, observo as histórias de amor, e por mais clichês que elas sejam eu as invejo, e o medo de nunca começar a minha prevalece, eu sou vazio, e me pergunto se um dia vou encontrar alguém para me preencher. Fala-se de amor como um quebra-cabeças de duas peças onde se encaixam e vão ser felizes para sempre, mas comigo é como um tangram chinês, com inúmeras e difíceis formas de se completar. E eu torço para encontrar a “alma gêmea”, neste segundo estou com os dedos cruzados, torcendo de verdade para que uma hora dê certo. “O tempo não para” e eu continuo por aqui esperando alguém que me derrube da fila de espera, mas talvez seja bom isso, pois junto com o amor tem o sofrimento, e sofrimento é para pessoas fortes, e como falei, eu sou fraco.
-Neto Monteiro.  (via odeiorotulos)
Dec

♥ 421881